É grande a possibilidade do STF decidir que o IPVA é devido no local do licenciamento

Uma empresa interpôs recurso extraordinário para que o STF reconheça o seu direito de recolher o Imposto sobre a Propriedade de Veículo Automotor – IPVA no estado em que realiza o registro e o licenciamento do veículo, apesar de estar sediada em unidade federativa diversa.

Em vista disso, o Supremo Tribunal Federal decidiu apreciar em repercussão geral, qual o estado competente para exigir o IPVA, quando o registro do veículo foi realizado em um estado diferente do local de domicílio ou sede da empresa proprietária do bem.  Trata-se do Recurso Extraordinário com Agravo nº 784682 relatado pelo Ministro Marco Aurélio.

Em dezembro de 2016, o Recurso Extraordinário com Agravo 784682 foi substituído para julgamento de tema de repercussão geral pelo RE 1016605, que tem como tema de fundo a mesma questão. Esse recurso também tem como relator o Ministro Marco Aurélio.

Em 24.10.2018, começou o julgamento e o relator do recurso, destacou que o artigo 158 da CF indica competir que o IPVA é devido ao estado onde for licenciado o veículo, uma vez que o dispositivo atribui 50% do tributo arrecadado ao município onde foi feito o licenciamento. Em vista disso, deu provimento ao recurso da empresa, declarando inconstitucional o artigo 1º da Lei 14.937/2003, do Estado de Minas Gerais, que prevê a cobrança do IPVA independentemente do local de registro, desde que o proprietário seja domiciliado no estado.

Acompanharam o Ministro Marco Aurélio , Edson Fachin, Luiz Fux, Ricardo Lewandowski e Celso de Mello, que também deram provimento ao recurso extraordinário para decidir que o estado competente para exigir o IPVA é o Estado em que licenciado o veículo. Por sua vez, os ministros Alexandre de Moraes, Rosa Weber e Cármen Lúcia, negaram provimento ao recurso.

Foi formulado pedido de vista pelo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, razão pela qual o julgamento foi suspenso.

Considerando que já há cinco votos favoráveis aos contribuintes, a possibilidade de a decisão final ser no sentido de que o IPVA é devido no local em que o veículo é licenciado é muito grande.

 

Fonte: https://bit.ly/2U6QNWz

Dúvidas sobre o assunto? Preencha o formulário e entraremos em contato.

6 + 1 =

LEIA TAMBÉM

Vantagens da arbitragem tributária

Vantagens da arbitragem tributária A realidade que chega sem bater à porta é a de que os tempos são outros. A economia internacionalizada é fato que não mais só se ouve dizer, mas se sente nas relações cotidianas. Os negócios da economia...

‘CPMF’ não emplaca no resto do mundo

'CPMF' não emplaca no resto do mundo A ideia de um tributo nos moldes da antiga Contribuição Provisória sobre a Movimentação Financeira (CPMF) promete ocupar o centro do debate nacional no segundo semestre deste ano. Uma nova versão do antigo...

Assine nossa newsletter

[]
1 Step 1
Nome
keyboard_arrow_leftPrevious
Nextkeyboard_arrow_right
FormCraft - WordPress form builder